“Eu só queria me sentir um pouco mais alivíada,
De tanta dor
Em poucos minutos
Na imagem, de verdade no bar
Eu vi morrer o amor

E agora,
Pedir um beijo, quase não doí
Pedir carinho, não doí
Implora de novo, quase não doí
Te ouvir dizer que já não me quer,
Que eu sou mais uma mulher
E que prefere ela, quase não doí
Não doí
Não doí

Só queria me sentir um pouco mais acostumada,
Sem seu calor
Meu coração bem que pudia perdoar
Mas ele não perduou

E agora,
Levar um soco, quase não doí
Quebrar os dentes, não doí
Ter que levantar, quase não doí
Te ver fugindo, quase não doí
Te ver saindo, não doí
E te pedir pra ficar mais um pouco, quase não doí

Não doí

Eu só queria me sentir um pouco mais alivíada,
De tanta dor
Em poucos minutos
Na imagem, de verdade no bar
Eu vi morrer o amor

E agora,
Pedir um beijo, quase não doí
Pedir carinho, não doí
Implora de novo, quase não doí
Te ouvir dizer que já não me quer,
Que eu sou mais uma mulher
E que prefere ela, quase não doí

Te ver saindo, quase não doí
Te ver fugindo, não doí
E me humilhar de novo, quase não doí
Pedir carinho,
Ficar sozinha,
Te ver fujindo,
Chorar no cantinho,
Quase não doí, não doí, não doí, não doí..”


[Izmália]