Padrão

O cotidiano não me basta: inspire-me. Estou farta de todo dia, diariamente. Quero estar fora das gaiolas em que nós mesmos, tão sobriamente humanos nos prendemos. Tolos, animais que pensam pensar. Vida, voa, me decola, simbora pra ver o que falta. O mundo é pequeno pra mim por que eu sempre quero mais e mais e mais….ais, sais, cais, portos inteiros. Meios, quem sabe, inteiros? Voa, sonho, pega-me no colo e corre. Que eu não pare nunca. Só assim, verdade. A saudade é parte do que se construiu e partiu. Do que se aprendeu, viveu, de uma morte e de um renascer. Por que não? Vem! Chamo a mim, convoco-me nesta empreitada, sem asas ou casas, só ruas e estradas, só viver.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s