…filosofando…

Padrão

Sempre acreditei que era preciso mudar, mas acho que não entendia direito o que isso queria dizer. Acreditava que só se configurava uma transformação quando havia mudança de ambiente, de cenário e de público. Quase como uma revolução. Se não houvesse, tinha a sensação que tudo continuava igual. No entanto, de uns tempos pra cá – poucos tempos, acredite – acabei por me deparar com grandes metamorfoses em determinados aspectos da minha caminhada que não pareciam de fato significativos e que hoje percebo que são.  Diferentemente das outras, esta mudança não dependeu da minha vontade ou esforço, foi fluindo e acontecendo, foi nascendo e se criando assim. Quando dei por mim, não havia volta. A vida ganhou outras cores e eu não precisei pintar. Fácil assim. E como toda transformação, assusta e inova simultaneamente. Constatei, sobretudo, que não há felicidade sem mudanças, e que apesar dos quereres do mundo, tudo se ajeita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s