…be quiet

Padrão

Dos silêncios necessários a todos os casais, aqueles que acontecem sem motivo são os mais preocupantes, pois acredito que demonstram rotina demais. É o tipo de quietude que cada um sabe onde caminhar, onde colocar os pratos à mesa, o que não ligar, para não chatear o outro. Assemelha-se a dois fantasmas vivendo juntos, mas que não se tocam ou enxergam. Não tem nada, no nada. Definição do mais completo e absoluto vazio. Lembra de longe uma briga, mas o que justificar na hora de ficar frente a frente? Dizer que o silêncio está cortante não é necessário, já está evidente suficiente. Falar então que ele devia estar sorrido, quase uma ofensa pessoal, cada um tem sua vida a levar, suas preocupações, nem sempre tem a ver com a relação conjugal. Lya Luft, diz que esses vãos nas falas, essa ausência de diálogo, por vezes é fundamental para a sanidade do relacionamento. O que me preocupa, é a frequencia do não dizer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s