Se[eu]r

Padrão

Apesar de capricorniana, daquelas racionais até o último fio de cabelo, herdei da Leonina matriarca uma dose irreversível de sentimentalismo e um sentido de proteção àqueles que amo. Pareço algo paradoxal demais para ser compreendido. Na realidade, não tenho nada de diferente demais, além dos piercings e tatooagens que mascaram minha normalidade. Gosto dela, apesar de tudo. Visto o que me convém e estou aprendendo a ser mais vaidosa, e sinceramente, se soubesse que dava tanto trabalho continuaria a me vestir de qualquer maneira. Gosto de livros, de filmes, de futebol e de silêncio – todos absurdamente necessários pra sanidade de qualquer pessoa. Durante o dia e enquanto não vou pra faculdade – Relações públicas -, fico em casa, cuidando do meu espaço. Normalmente, estou só.É gostoso. Esses afazeres domésticos me divertem. Outro dos lados herdados da Leoa. Sou afetiva e consideravelmente mal interpretada, mas acontece, é o ônus de ser gentil. Sou extrovertida e tenho lapsos de timidez, vai entender? Gosto de agito e mesmo assim amo Frederico, é muito perfeito. Adoro programas femininos, e prefiro ficar em casa jogando mortal kombat em vez de sair pra festa.Minha auto-estima é algo suicida, por isso não vou entrar nesse mérito, complicado demais até pra mim. Adoro ser livre, escolher o que fazer e como fazer. Existem vezes que cometo gafes homéricas, acho que faz parte de crescer.Logicamente, não pra cima, porque minha estatura não deixa.É triste ser baixinha. Essa genética é dose, viu? Necessito de demonstrações constantes de afeto, o que é realmente cansativo, por não depender exclusivamente de mim. Repare na última frase e perceba que tenho a inútil mania de fazer tudo sozinha, perfeccionista até as ventas. Acho que em função disso acabei ficando franca demais, perdoa, às vezes pareço grossa, mas não é necessariamente isso. Prefiro Mpb a qualquer outro tipo de música, e na hora de dançar, vale tudo, o corpo manda e eu simplesmente executo.Nasci dançando, e dou aula de dança a mais ou menos 7 anos – dança do ventre e salão. Sinto uma falta tão grande de dançar morando aqui.Gosto de escrever e tenho um estilo bem copiado, culpa da Clarice Lispector, da Luft e do Gabriel Garcia. Odeio dormir no silêncio total e tenho medo de trovões, apesar de adorar a chuva, o vento e o barulho dos pingos na janela. Sou de lua, como qualquer mulher, e estou numa fase meio “nova”.Fumo quando preciso, bebo quando estou entediada e passo o dia todo na frente do pc, minha fuga mais densa.Tenho muita saudade de Porto Alegre mas não penso em voltar pra lá tão cedo, aquele excesso de tudo me cansa um pouco. Aqui, pela falta de opção, me divirto bem mais e valorizo quando tem algo diferente pra fazer. Adoro caminhar ouvindo música e me perder por aqui, apesar de não ter como, a Igreja da cidade orienta demais. Heuheheuehe…O que mais você quiser saber, só pergunte, tenho o péssimo hábito de responder. XD

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s